Aperte o passo ou diminua o ritmo? Eis a questão

via Aperte o passo ou diminua o ritmo? Eis a questão

Anúncios

A Magia dos livros

Mil Estrelas No Colo

LRM_EXPORT_20180507_004918.jpg

Quem nunca quis fugir dos problemas do dia-a-dia, do stress, das caras feias, das palavras mal trocadas? Eu, enquanto leitora, sempre me refugiei nos meus livros, eram eles o meu porto seguro, desde criança que era no meio das páginas amareladas dos livros da biblioteca que era feliz. Não conseguia explicar à minha mãe, que tantas vezes me dizia que ler tanto ainda me ia fazer mal, que os livros eram mágicos, que no meio daquelas palavras existia magia verdadeira…que essa magia tinha a capacidade de me transportar para outros mundos, que a minha mente transmutava-se e levava-me para mundos encantados, com princesas guerreiras, para mundos sem medos, sem ansiedades do futuro… Quem nunca viveu isto tudo nas páginas de um livro? Hoje, enquanto adulta, percebo que foram eles que, juntamente com a vida, me transformaram, me fizeram crescer e tornaram-me na mulher que sou hoje. Não vivo sem os…

Ver o post original 55 mais palavras

A vida já é difícil o bastante

"Entre Aspas"

“o amor vai chegar
e quando o amor chegar
o amor vai te abraçar
o amor vai dizer o seu nome
e você vai derreter
só que às vezes
o amor vai te machucar mas
o amor nunca faz por mal
o amor não faz jogo
porque o amor sabe que a vida
já é difícil o bastante”

. Rupi Kaur in Milk and Honey .

Ver o post original

Pessoas e Pessoas

Eu amo as pessoas que me fazem rir. Sinceramente, acho que é a coisa que eu mais gosto, rir. Cura uma infinidade de males. É provavelmente a coisa mais importante em uma pessoa.

Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém. Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim, e ter paciência para que a vida faça o resto.”

Sabe…apesar de não conversar com determinadas pessoas, eu não guardo rancor e também até os perdoo, só detesto a cara de pau que são. ..pelo amor de Deus, gente folgada não exste… aproveitam dos outros…pronto falei…

Saudades…

“Existem saudades que sabem rir. São as minhas preferidas. Algumas, nascem sabendo. Outras aprendem, depois de transformar o choro. Como borboletas, voam pelos jardins da memória, abraçam as lembranças mais viçosas, e saboreiam o néctar, sempre disponível, das alegrias perenes.”

A tão sonhada felicidade…

Antes de buscar a tão sonhada felicidade, busque a paz dentro do seu templo. Não existe felicidade sem tranquilidade, nada persiste ou existirá em um ambiente com ânsia demasiada em ter. Para ter algo na vida, você precisa antes de tudo ser.

Minha arte, minha alegria, minha felicidade, minha disciplina, meu jeito de ser,… em outras palavras não viva apenas por viver procure um rumo, um algo que lhe de sentido e felicidade!

Tenha propósito e princípios, seja uma pessoa prática e persistente. Veja, diga, seja, faça. Mostre-se, divida e sobretudo, celebre suas conquistas e o fato de estar vivo.