Coração que aprende a voar, nunca mais sobrevive em gaiolas.

**Nanda Grubisich**

Eu já fui uma mulher de várias paixões. Fui a mulher do primeiro beijo do meu romance de escola e a primeira vez do meu grande amor da adolescência. Já fui de alguém carente, de alguém egoísta e de alguém complicado. Certa vez fui de alguém que não tinha olhos pra mim e por isso nem percebeu que eu era dele. Houve um tempo em que me apaixonei por um sorriso e isso me fez acreditar que eu nunca mais precisaria ser de mais ninguém. E aí eu fui enganada. E por muito tempo jurei que nunca mais me entregaria, até que um dia eu reaprendi a amar. Algumas vezes me disputaram. Outras tantas me preteriram. Mas o meu sorriso nunca deixou de ser. De estar. Já vivi amores eternos que duraram apenas um verão. Algumas pessoas ainda são minhas e eu delas, mesmo com toda a distância que nos…

Ver o post original 244 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s