Aceitar um ao outro!

“O importante é querer estar junto, querer não desistir. Ninguém tem a obrigação de saber o que a gente pensa. O que as pessoas devem é respeitar o que pensamos, isso sim. E entenda: ninguém vai pensar como você porque ninguém sente como você. Não queira colocar uma fita métrica imaginária no coração do outro e medir vamos-ver-quem-ama-mais. O amor não tem medidas, números, não cabe na balança. Cada um tem seu jeito, sua forma, sua personalidade. A gente tem que aceitar. Não só o outro, mas a gente mesmo. E viver.”

Carpe Diem

Portal do Budismo

cd2

Carpe Diem é uma expressão em latim que significa “Aproveite o momento”. Muitos estudiosos dizem que ela tenha surgido provavelmente de uma frase de Horácio, um filósofo e poeta romano: “Carpe diem quam minimum credula postero”, que significa: “Aproveita o dia, confia o mínimo no amanhã”

***

O presente é um presente. Vida é para ser vivida, sentida, celebrada. Adversidades. Muitas. Quem falou que seria fácil? Não, não é fácil. Mas é plenamente possível. Pode haver inúmeras dores inimagináveis e irremediáveis no mundo, mas nada deve ser tão devastador quanto desistir de si mesmo(a).

A vida é o instante presente. “Carpe Diem” é exactamente, aproveitar o momento de corpo, alma e coração.

Dentro desta perspectiva, podemos concluir que só pode colher quem plantou e nesse sentido, aproveitar o instante é saboreá-lo, é degustá-lo como fruta madura colhida do pé. A vida é já. E sendo assim, tudo na vida depende…

Ver o post original 666 mais palavras