Sentimentos Inversos…

Um dia me disseram que quem ama de verdade nunca desiste, acho incorreta essa frase, quem ama de verdade desiste sim, mas não deixa de amar. Quem ama de verdade não consegue encontrar a felicidade em outro alguém, mas aprende a viver sorrindo mesmo estando incompleto. Quem ama de verdade nunca esquece o toque, o olhar, e os momentos vividos com aquele que se ama. Quem ama de verdade não deixa de amar não importa o tempo que passe, apenas espera que o tempo resolva tudo, e acredita na filosofia de que o que tiver que ser será .

Aprendam Cosmopolitans!

Quando a gente quer aprender a viver a gente aprende.
Aprende a não desgastar o semblante com rugas de preocupação inútil, por conta de quem na verdade não tá a fim de ter juízo.
Aprende a não dar margem para que lhe pisem o calo, nem para que abusem de sua delicadeza.
Aprende a cuidar de si mesma, priorizando equilíbrio ao invés de razão.
Quando a gente quer, aprende a desvendar quem é quem e traçar boas rotas para fugir de confusões.
Quando a gente de fato quer, consegue viver com uma boa dose de paz de espírito, sem dar excessos de atenção ao que mil outros desde sempre já sentenciaram como perda de tempo.
Sem precisar tropeçar toda hora nas próprias pernas.
Quando a gente quer, quase tudo é possível.
E o que não é, dá pra aceitar sem tempestades.
Quando a gente quer, quer mesmo, é possível ser feliz.
Porque até isso se aprende!

Cinco passos para aceitar a vida e viver melhor!

1º – Pare de pensar. Você sabe exatamente o que tem que fazer ao longo do dia. Se tem medo de esquecer, anote e depois esqueça;

2º – Não fique vivendo e revivendo momentos do passado e discutindo consigo mesmo quem estava certo e quem estava errado naquele momento, pois este já se foi. Não há nada que você possa fazer. Além disso, você está tão distraído em pensamentos que não está prestando atenção ao que está acontecendo agora;

3º – Não reaja. Não se justifique. Não fique na defensiva. Se estiver sempre armado, estará sempre se sentindo numa batalha e portanto, nunca conseguirá relaxar. Ficará se cobrando, será mais crítico com os outros e a síndrome da culpa estará sempre no seu encalço, porque você está demasiadamente preocupado com o que os outros estão pensando de você;

4º – Seja mais agradecido. Se focalizar o que acontece de bom na sua vida, verá que automaticamente as coisas ruins desaparecerão pouco a pouco;

5º – E, por favor, você não controla a vida! Então pare de pensar que se você fizer ou deixar de fazer algo o mundo vai explodir, a empresa vai falir, seu companheiro vai lhe abandonar, seu filho vai fugir de casa, etc, etc.

Apenas aceite a vida, adapte-se a ela e deixe para decidir na hora em que as coisas acontecem. Não interprete as situações e as pessoas, porque você sempre estará vendo sob um ponto de vista limitado. Esvazie e aquiete sua mente.