Feminismo em marcha para mudar o mundo: impressões de duas feministas [em formação] sobre o 9º Encontro Internacional da Marcha Mundial das Mulheres

Marcha Mundial das Mulheres

*Por Ana Luisa Machado e Julia Dias

De 25 a 31 de agosto, 1.600 mulheres de 48 países estiveram reunidas no Memorial da América Latina, em São Paulo, para debater acerca da trajetória e das estratégias do feminismo. O Encontro é auto-organizado (ou seja, com a participação exclusiva de mulheres) como forma de empoderamento da mulher, uma vez que é notória a ausência feminina em diversos espaços, principalmente políticos. Ao longo desses dias foi possível perceber a pluralidade e o alcance do movimento, que agregou mulheres indígenas, sindicalistas, professoras, universitárias, … das mais diversas faixas etárias. Conhecer senhoras que militam desde sua juventude nos mais diversos movimentos sociais foi importantíssimo para dar ânimo a nossas próprias militâncias, em especial tendo a certeza de que estas não precisam se findar com a obtenção de nossos diplomas (e nem podem!).

A Marcha Mundial das Mulheres tem suas origens no Quebec, Canadá, quando…

Ver o post original 633 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s